Retiram o café de uma empresa chamada ‘Desejo de morte’, porque podia vir a ser letal

Alguns comerciantes tomam o marketing ao pé da letra

Todos sabemos que, cada vez mais, o marketing spinner muito fino, seus temas. Mas, desta vez, passou de listra (mesmo que tenha sido sem querer). A companhia Death Wish Coffee (Nova York) orgulha-se de ser a que faz o café mais forte do planeta. Tanto é assim que seu café gelado em lata teve que ser retirado do mercado porque podia vir a ser letal.
De acordo com avisado da Administração de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos, a cruel ironia da questão é que os últimos lotes que foram produzidos, o café pode chegar a ser prejudicial para a saúde. A razão é que durante o processo pode dar-se o aparecimento da toxina botulínica tipo a, um dos venenos mais poderosos que existem e que podem causar o botulismo, uma doença que envolve o desenvolvimento de alterações vegetativas (náuseas, vômitos, secura na boca) e paralisia muscular progressiva, que afeta a função respiratória e que pode chegar a causar a morte.
Conforme explica Fortune, embora ainda não foram detectados casos entre a população, o produto foi retirado do mercado e o processo está a ser novamente avaliado. Mike Brown afirmou que “a segurança dos clientes é de suma importância e Death Wish Coffee está agindo de forma pró-ativa para garantir que os produtos continuem a ser da mais alta qualidade, mais seguros e, claro, mais fortes”.
A empresa tem garantido que qualquer pessoa que tenha adquirido recentemente o produto através de seu site tem direito a um reembolso completo que você irá receber em um prazo máximo de 60 dias. Além disso, por agora parou a produção e a venda on-line, “até que se implante um passo adicional no processo de elaboração”.